23.4 C
Conselheiro Lafaiete
terça-feira, 28 junho 2022

Bombeiros atuam em vários incêndios na cidade de Congonhas e fazem um alerta


A tarde desta terça-feira foi marcada por grandes incêndios. A equipe do PA Congonhas recebeu chamado para 3 incêndios em vegetação quase simultaneamente.
O primeiro incêndio atendido, situado à rua Michael Pereira de Souza, no bairro Campinho, tinha altas chamas e estava prestes a atingir uma área de preservação. Com a chegada da equipe e o trabalho realizado, as chamas foram debeladas antes que atingissem a área de preservação.


Logo em seguida, a equipe deslocou até a Rua Maria Antônia Ferreira, no bairro Rosa Eulália , onde um incêndio em vegetacao de grandes proporções ameaçava atingir uma residência e um grande depósito de materais recicláveis. A rápida atuação da guarnição evitou a que as chamas atingissem e destruissem a residência e o depósito. Nesta mesma ocorrência, durante o combate as chamas, a equipe conseguiu salvar 2 filhotes de pássaros em que o ninho estava a poucos metros do fogo e prestes a ser atingido pelas chamas.
Em sequência, a equipe se deslocou para a rua Luiz Pinto da Rocha, ainda no bairro Rosa Eulália, onde, mais uma vez, combateram as chamas que consumiam a vegetação e que traziam risco as residências próximas ao incêndio.

Um sinal de alerta!
O Corpo de Bombeiros faz um alerta para o aumento do número de incêndios em vegetação resgitrados nos últimos dias na cidade de Congonhas.
Com o tempo seco e o aumento da temperatura, incêndios em vegetação, áreas de preservação e lotes vagos podem rapidamente sair do controle, ameaçando residências, propriedades, destruindo a mata nativa e vitimando animais que ali habitam.


Mais um reflexo negativo desse incêndios em vegetação é que muitos animais silvestres, buscando abrigo e proteção contra as chamas, tem fugido para o meio urbano. A consequência disso é o sensível aumento de ocorrências envolvendo enxames de abelhas e marimbondos, capturas de animais peçonhentos como cobras e aranhas, e o aparecimento de animais como gambá, ouriços e gavião em residências localizadas no centro da cidade. Muitas vezes os animais se encontram debilitados ou feridos pelo fogo.

Ultimas Noticias