15.6 C
Conselheiro Lafaiete
segunda-feira, 29 novembro 2021

Congonhas recebe R$ 2 milhões para construção de escola municipal

O município de Congonhas acaba de receber um investimento de R$ 2 milhões do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que será destinado à construção de uma escola municipal. O aporte financeiro de suma importância para a cidade foi viabilizado por meio de uma articulação entre a cientista política Ana Cláudia Junqueira – que é natural de Congonhas – e o governo federal.

Para apresentar o projeto ao município, ela se reuniu, nesta segunda-feira (04), com o prefeito de Congonhas, Cláudio Antônio de Souza, e com o secretário municipal de Educação, Wilson Fernandes. Também estiveram presentes o secretário de governo, Vanderlei Custódio Martins; a procuradora-geral, Simônia Maria Magalhães, e a psicopedagoga Rosilene Junqueira. A prefeitura disse que pretende trabalhar para inaugurar a escola ainda em 2021.

Ana Cláudia sempre se interessou por pautas relacionadas à educação, graças à influência da mãe, Rosilene Junqueira. “Congonhas é meu berço, é a cidade para onde eu volto. Então, não tem como pensar política e não querer contribuir de alguma forma. Hoje, nos reunimos em torno de um mesmo propósito e de uma única vontade: construir algo que seja próspero e bom para a nossa cidade”, destaca a cientista política.

Residente em Brasília há 12 anos, a cientista política começou a trabalhar no projeto em 2020 para trazer melhorias à sua cidade natal. “Com esse recurso, Congonhas vai poder ofertar mais vagas nas escolas públicas e atender mais crianças com mais qualidade. O carinho pela minha cidade é imenso e não pretendo parar nesse projeto. Nós jovens precisamos nos engajar mais e participar das mudanças”, afirma

Nova escola

Com o recurso de R$ 2 milhões disponível, Congonhas poderá receber uma escola construída de acordo com os projetos arquitetônicos disponibilizados pelo Governo Federal. Segundo o prefeito Cláudio Antônio de Souza, uma visita realizada recentemente às instituições de ensino do município apontou a necessidade de reestruturação dos prédios.

“A vinda desse recurso para Congonhas será muito boa, pois temos comunidades ainda desassistidas em relação à escola do padrão que vamos poder fazer. Depois dessa conversa, vamos buscar as comunidades que melhor se beneficiarão deste projeto. Vamos buscar a área do terreno e analisar o projeto para que possamos preparar a execução dele, acertarmos a transferência do recurso e, quem sabe até o final do ano, inaugurarmos essa escola”, explica.

De acordo com Wilson, o recurso vai atender a demanda por uma escola que contemple novas tecnologias e modelos de acessibilidade e sustentabilidade. “Inclusive, a pandemia veio para nos mostrar toda a nossa fraqueza, essa dificuldade que estamos tendo para nos adequar e atendermos a demanda da sociedade. Esse recurso é muito bem-vindo para podermos dar sequência a esse trabalho. Agradecemos a iniciativa”, completou.

Ana Cláudia ainda acrescenta que, neste projeto, teve suporte de várias autoridades públicas. “Tive apoio do FNDE; de deputados federais; dos servidores do governo anterior – fui muito bem atendida pelo antigo secretário de Planejamento, Antônio Odaque, que me ajudou a empenhar a verba. Agora, fui muito bem recebida pelo governo atual. O secretário da Educação, Wilson Fernandes, acreditou na minha ideia desde o início”, pontua.

Ultimas Noticias