18.1 C
Conselheiro Lafaiete
quinta-feira, 17 junho 2021

Ecotres e Ecovia apresentam projeto da Usina Termelétrica

Usina termelétrica aproveitará gás do aterro sanitário em Lafaiete

A usina vai transformar em energia elétrica a maior parte do gás produzido pela decomposição natural de milhões de toneladas de resíduos sólidos depositados no Aterro do Ecotres em Lafaiete.

Na manhã desta quarta-feira (5), o prefeito de Lafaiete, Mário Marcos, acompanhado do vice prefeito Marco Antônio e de assessores estiveram no Aterro Sanitário onde será instalada a usina termelétrica, que deve ser instalada nos municípios de Conselheiro Lafaiete. O Engenheiro Alan diretor da Ecovia , apresentou o projeto da usina ao prefeito e demais presentes.

Lagoa que recebe o Chorume

A usina Termelétrica vai transformar em energia elétrica a maior parte do gás produzido pela decomposição natural de milhões de toneladas de resíduos sólidos depositados no aterro do Ecotres em Conselheiro Lafaiete.

Somada a operação semelhante realizada no aterro em diversas cidades do Brasil, a ativação da termelétrica do aterro do Ecotres significará a produção de energia limpa suficiente para abastecer 10 mil pessoas, o que equivalente à população de 5 ou mais cidades da região, no vale do Paraopeba.

“Este projeto nos ajuda a ter uma cidade mais limpa, porque aqui temos a convergência de dois importantes programas do Ecotres e da Ecovia voltados para a melhoria da qualidade do meio ambiente e para a geração de energia limpa”, disse o diretor da Ecovia engenheiro Alan.

O programa busca dar destinação ambientalmente segura e sustentada ao lixo produzido nas cidades conveniadas. Com a transformação do gás em energia elétrica no aterro, o município deixará de lançar milhões de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera, evitando a emissão de um dos gases responsáveis pelo efeito estufa,assim falou o diretor da Ecovia.

Isso corresponderá à poluição gerada por milhões de veículos movidos a derivados de petróleo. “Temos aqui vários ganhos: o primeiro é garantir que estamos fazendo o controle completo do metano que é gerado no lixo. Essa grande quantidade de lixo produz energia, o que representa uma segunda razão para comemorar. O terceiro ganho é comprovar perante os organismos internacionais, que a cidade tem ganhos ambientais e, com isso gerar o ICMS Ambiental.

ICMS Ecológico é um mecanismo tributário que possibilita aos municípios acesso a parcelas maiores que àquelas que já têm direito, dos recursos financeiros arrecadados pelos Estados através do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS, em razão do atendimento de determinados critérios ambientais estabelecidos em leis estaduais. Não é um novo imposto, mas sim a introdução de novos critérios de redistribuição de recursos do ICMS, que reflete o nível da atividade econômica nos municípios em conjunto com a preservação do meio ambiente.

A ideia de pagamento por serviços ambientais é remunerar aquele que, direta ou indiretamente, preserva o meio ambiente. Isso significa recompensar quem ajuda a conservar ou produzir serviços ambientais mediante a adoção de práticas que privilegiem a manutenção de biomas.

Ultimas Noticias

Funcionários da limpeza urbana serão vacinados pode haver atraso recolhimento do lixo

Devido a vacinação dos profissionais de limpeza urbana, autorizada pelo Plano de Vacinação Estadual, o Departamento Municipal do Meio Ambiente informa que...

Mão de obra para construção do prédio da Escola Meridional será contratada via SINE Lafaiete

Em atenção a uma solicitação da administração municipal foi firmado acordo com a empresa Klar Construtora para que as contratações de mão...

Bombeiros resgatam homem em Bueiro

Manhã desta quinta-feira por volta de 09 h, equipes de Bombeiros de Barbacena foram acionados a comparecer na Rua Demétrio Ribeiro no...

Polícia é acionada por suposto cárcere privado e ameaça de morte

A Polícia Militar de Congonhas da 73° Cia da PM, receberam uma ligação informando de um suposto cárcere privado e ameaça de...