18.1 C
Conselheiro Lafaiete
terça-feira, 19 outubro 2021

Microrregião de Barbacena avança no Minas Consciente

O Comitê Extraordinário Covid-19 decidiu, nesta quinta-feira (27), que a microrregião de Barbacena avançará para a Onda Amarela do Minas Consciente.  As 14 macrorregiões de Saúde serão mantidas nas atuais ondas, sendo as macros Centro, Centro Sul, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Noroeste, Oeste, Sul e Triângulo do Sul na onda vermelha, enquanto as regiões Norte, Triângulo do Norte, Vale do Aço e Sudeste continuam na onda amarela.

O grupo, que se reúne semanalmente para avaliar a situação da pandemia no estado e conta com integrantes da Assembleia Legislativa, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, do Ministério Público, da Associação Mineira dos Municípios e da Defensoria, entre outros órgãos, também deliberou sobre as microrregiões.

As micros de Turmalina/Minas Novas/Capelinha, Montes Claros/Coração de Jesus, Francisco Sá, Caratinga e Coronel Fabriciano/Timóteo avançam para a onda verde. Além de Barbacena, as micros de Curvelo, João Pinheiro e Além Paraíba evoluem da onda vermelha para a amarela. Já as microrregiões de Guanhães, João Monlevade, Araçuaí, Viçosa, Brasília de Minas/São Francisco/Januária, Pirapora, Oliveira/Santo Antônio do Amparo e Ubá regridem da onda amarela para a vermelha.

As demais microrregiões serão mantidas como na semana passada. Vale lembrar que, em caso de divergência entre as ondas da macro e da microrregião, caberá ao prefeito optar por qual recomendação seguir. “Pela primeira vez temos microrregiões, onde a situação está mais favorável, progredindo para onda verde. Em macrorregiões como Norte e Leste também vivemos agora um momento muito melhor em relação à pressão sobre o sistema hospitalar. Já no Triângulo do Sul, Oeste e Sul a situação é de maior estresse. Estamos hoje (27/4) com uma força-tarefa em Passos, para reorganizar o sistema de saúde e transferir pacientes. Também estamos trabalhando pela abertura de novos leitos”, disse o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti.

De acordo com os dados apresentados pelo Comitê, a taxa de positividade está em 36%, um ponto percentual a menos em relação à semana anterior, o que mostra tendência de platô da pandemia. A taxa de incidência da doença no estado apresentou crescimento de 6%. Já o número de pedidos de solicitações de internações aumentou 15,87% na última semana. Atualmente, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), a taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para pacientes com a covid-19 está em 79,55%, enquanto a ocupação de leitos de enfermaria está em 78,21%. Em todo o estado, 253 pacientes aguardam por internação em UTI e outros 410 por um leito de enfermaria.

Fonte: Agência Minas

Ultimas Noticias