16.7 C
Conselheiro Lafaiete
segunda-feira, 27 setembro 2021

Polícia Militar alerta para circulação de notas falsas nos comércios


Principais alvos das ações de criminosos, os estabelecimentos comerciais, bem mais que a
população em geral, devem ter seus funcionários com atenção redobrada quanto às notas que recebem.
No caso dos comércios, a tática mais empregada pelos golpistas é a de utilizar notas falsas de valores
altos para comprar itens baratos em busca do troco ‘limpo’. Também é comum o golpe ser aplicado em
períodos do ano ou mesmo do dia no qual se tenha uma grande concentração de pessoas , como o caso
de horários de “pico” e compras de final de ano por exemplo. Por isso que saber identificar uma cédula
falsa é necessário, no entanto, muitas pessoas não sabem dizer nem mesmo quais são as imagens que
estampam as notas.

  1. O primeiro passo é analisar a textura da nota, observe se ela é normal ou apresenta algo diferente
    ao seu tato. As notas falsas tendem a ser lisas enquanto as notas verdadeiras são ásperas e
    possuem um alto relevo e saliência nos itens de segurança;
  2. Outra cautela que pode ser tomada é a leitura visual da nota, analise se os elementos de segurança
    são visíveis pela observação da nota em contraluz ou através da sua inclinação. Observe também
    as tonalidades de cores, as notas falsas têm cores com pouca nitidez e costuma haver borramento;
  3. Verifique a marca d’água colocando a nota contra a luz, essa tática é bem comum e muitas vezes
    surte efeito;
  4. Para os comerciantes a dica principal é que não tenham pressa no atendimento porque como
    explicado acima, geralmente essas notas são passadas em momentos de grande movimentação de
    pessoas, justamente para evitar possível checagem.
    E se mesmo com todas estas dicas você recebeu uma nota falsa, há duas situações para
    considerar:
     Caso tenha recebido a nota de um terminal de auto-atendimento ou caixa eletrônico:
    Dentro de uma agência bancária e durante o expediente – encaminhar-se ao gerente da agência
    para pedir providências de pronta substituição. Se não obtiver solução satisfatória com o gerente do banco,

o cidadão pode acionar procurar uma delegacia policial mais próxima para registrar uma possível
ocorrência.
 Em uma transação do dia a dia:
Se você desconfiar da autenticidade de uma nota após observar os elementos de segurança ou
comparar com outra cédula legítima, você pode recusá-la. Em caso de suspeita de golpe, deve-se acionar
a Polícia Militar imediatamente para que se faça a averiguação. É importante que a comunidade denuncie
casos de repasse de dinheiro falso para que o golpista seja localizado e encaminhado ao órgão
competente, no caso a Polícia Civil ou a Polícia Federal.
Lembre-se que passar nota falsa, ainda que sem intenção, pode ocasionar crime previsto pelo
artigo 289 do Código Penal, com pena prevista de 3 a 12 anos de prisão. Quem tentar colocar uma cédula
falsa em circulação depois de tomar conhecimento de sua falsidade, mesmo que a tenha recebido de boa
fé, pode ser condenado a uma pena de 6 meses a 2 anos de detenção. Por isso a importância de todos –
consumidores e lojistas – verificarem a procedência do dinheiro antes de colocá-lo em circulação ou recebê-lo.

Ultimas Noticias