10.1 C
Conselheiro Lafaiete
segunda-feira, 27 junho 2022

Prefeitura de Congonhas(SEMED) entrega mais de 3 mil tablets para professores e alunos

A Prefeitura de Congonhas, por meio da Secretaria Municipal de Educação – Semed, iniciou a entrega de mais de 3 mil tablets para professores e alunos da rede pública municipal de ensino em evento de lançamento no CEMEI Pingo de Gente, na tarde desta terça-feira (31).

Na ocasião, os alunos tiveram a oportunidade de abrir o novo equipamento, manusear e conhecer as ferramentas disponibilizadas para auxiliar no aprendizado. Ao mesmo tempo, o Prefeito de Congonhas, Dr. Cláudio Antônio de Souza, entregou os tablets para os professores daquela unidade de ensino. Ele ressaltou que se trata de um salto qualitativo para a Educação no Município. “O investimento que a administração está fazendo é um divisor de águas para os alunos da nossa rede, pois estamos aproximando a tecnologia para o acesso democrático e integrador que as novas ferramentas de informática propõem” analisou o prefeito.

De acordo com o secretário de Educação, Rodrigo Mendes, os mais de 700 professores da rede municipal receberão, nos próximos dias, um tablet cada um com aplicativos para auxílo pedagógico, como as plataformas Google For Education e Betha Professor. Esta última também auxilia na gestão de conteúdo e integração de dados para toda a Semed, já que um dos objetivos é digitalizar todos os dados referentes ao setor educacional da Prefeitura.

Os mais de 7 mil alunos da rede pública municipal de ensino dividirão, de forma escalonada, os mais de 2.700 novos equipamentos que possuem os aplicativos educacionais de acordo com a série em que os estudantes estiverem cursando. “É um momento muito feliz, pois temos certeza que a inserção de novas tecnologias irão contribuir, significativamente, para o aprendizado dos nossos alunos e também para o desenvolvimento dos nossos professores”, ressaltou o secretário.

Este investimento ultrapassa os 3 milhões de reais com recursos do próprio município e que vai atender, proporcionalmente as 32 escolas da rede. Um projeto que iniciou no ano de 2021, após análise do uso de ferramentas de tecnologia da informação por causa da pandemia, que provocou o ensino remoto em todo o país.

Fonte,: Ascom

Ultimas Noticias