17.4 C
Conselheiro Lafaiete
terça-feira, 19 outubro 2021

Coronavírus: pacientes suspeitos ou positivos para Covid-19 não devem sair de casa

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a população sobre o isolamento domiciliar obrigatório de casos suspeitos e confirmados de coronavírus. Em Congonhas, foram registrados 300 casos positivos de Covid-19, com cinco óbitos em decorrência da doença. Além disso, 394 pessoas estão sendo monitoradas, conforme Informe Epidemiológico divulgado nesta sexta-feira, 7. A taxa de transmissão no município é de 2, ou seja, uma pessoa positiva transmite para mais duas pessoas. O ideal é que esse número seja menor que um.

Sair de casa com suspeita ou testado positivo para Covid-19 é crime, previsto no art. 268 do Código Penal Brasileiro. O delito consiste em infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, sob pena de detenção de um mês a um ano, além de multa.

Os médicos do município avaliam o quadro clínico e determinam o isolamento domiciliar obrigatório de pacientes suspeitos e confirmados. Além de assinarem um termo de responsabilidade, eles são acompanhados, diariamente, pelas equipes de saúde.

Aqueles que se enquadram nessa situação não devem sair de casa. Desrespeitar o isolamento domiciliar coloca em risco a saúde de outras pessoas, facilitando a propagação do coronavírus.

Outros cuidados devem ser tomados, entre eles: usar máscara quando estiver no mesmo cômodo com outras pessoas; não compartilhar itens domésticos, como talheres, roupas de cama e toalhas, que devem sempre ser lavados com água e sabão após o uso; e outros membros da família devem ficar, se possível, em cômodos separados.

As medidas de prevenção devem continuar sendo tomadas, como lavar as mãos frequentemente com água e sabão por, pelo menos, 20 segundos; usar álcool gel a 70%; evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos sujas; ao tossir e espirrar, cobrir a boca e o nariz com lenço ou com o braço; limpar superfícies e objetos.

O coronavírus é transmitido pelo ar ou por meio do contato com secreções contaminadas, como gotículas de saliva; tosse e espirro; toque ou aperto de mão; e contato com objetos e superfícies contaminadas, seguido de toque em olhos, nariz e boca. Os sintomas incluem tosse, febre, coriza e dificuldade para respirar.

Ao sentir os sintomas da doença, antes de procurar os serviços de saúde, ligue para os números de telefone 3732-1919 ou 3732-1948. O atendimento funciona todos os dias, das 7h às 19h. Outra alternativa é ligar para a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência.

Equipes da Secretaria de Saúde e profissionais da área, como médicos e enfermeiros, estão preparados para atender as ligações e orientar os pacientes.

Secom

Ultimas Noticias